нумерология по дате рождения айсулу ахимова читать полностью нумерология 6 и ее деньги рожденные 7 числа нумерология основываясь на этих данных

 

Missão

Quando uma poesia ou um determinado romance capturam as nossas imaginações, deixamos de ser os mesmos, dado que as grandes obras de arte nos arrebatam como vendavais, escancarando as portas de nossa percepção, abalando nossas crenças com poderes transformadores. Ao criticá-los, transcrevê-los ou relê-los, por um instinto de comunhão, buscamos passar aos outros as qualidades e a força da experiência por nós adquirida. Nosso esforço é de convencer a quem nos leia a que se abra para a experiência que já vivenciamos.

Hoje nossas mentes são obscurecidas pela violência dos mercados, das ganges, do narcotráfico, das  guerras e pelas bestialidades que marcaram o último século e que seguem o mesmo padrão de perda de “humanidade” no século XXI; em decorrência, tornamo-nos desconfiados de nossa herança cultural e sentimo-nos em meio a uma aporia do espírito.

George Steiner diz que “a crítica deveria conduzir-nos para a incomparável tradição da grande epopéia que se desdobra de Homero a Milton, para o esplendor do drama ateniense, elizabetano e neo-clássico, para os mestres do romance”.

No presente há uma necessidade de tal retorno, pois em nosso meio floresce o novo analfabetismo funcional, o daqueles capazes apenas de ler curtas palavras ou palavras de ódio ou mal gosto, mas que são incapazes de captar o significado da linguagem em estado de beleza ou verdade. Diz Blackmur que “nossa sociedade necessita mais do que nunca de uma tarefa específica do crítico ou do erudito: o trabalho de colocar o público numa relação receptiva para com a obra de arte: a função do intermediário.”

Não julgar, mas mediar. E será o amor à preservação de valores do humanismo que permitirá tal mediação. Queremos que o Espaço Literário seja um grão de areia, um esforço que se some ao trabalho de tantos que se dedicam a um mundo que afaste o “bafo quente” da barbárie.